1 ano da minha nomeação, segredos que nunca revelei a ninguém e 10 dicas que realmente fizeram a diferença nas minhas aprovações.

IMG_20151021_131905

“O futuro ainda não foi escrito, não existe, seu futuro é o que você quiser fazer.” (De volta para o futuro III)

Oi, tudo bem? Hoje é um dia muito especial para mim, não só porque Marty McFly chega “ao futuro”, mas também porque faz 1 ano da nomeação que mudou minha vida. Logo, estou tão feliz hoje, que preciso compartilhar com você as dicas que realmente fizeram a diferença na minha vida e na minha trajetória de concursos públicos. Ao longo das dicas, irei bater um papo sobre sonhos, dificuldades, superação e conquistas. Pode ser? Vamos lá!

#1 – Tenha bons mentores ao longo da sua trajetória!

Eu tinha mais ou menos 9 anos de idade, a tia do colégio um questionário, uma das perguntas era “O que você quer ser quando crescer?”. Sinceramente, eu me lembro vagamente, minha mãe conta que foi chamada pela tia para conversar, pois eu escrevi “Quero ser alguém na vida. Não quer ser burro, nem puxar carroça.”

Porém hoje, com clareza, maturidade e uma longa trajetória de luta e superação eu vejo, MINHA MÃE FOI MINHA PRIMEIRA MENTORA. Tenha mentores que te impulsionem para frente, que te movam em direção ao seu sonho. Que acreditem em você, que saibam ensinar, conduzir, orientar, mas também cobrar, exigir que você dê o melhor de si. Um mentor nem sempre fala o que queremos ouvir, mas o necessário para que cresçamos. Quer crescer mais rápido? Tenha um bom mentor!

#2 – Acredite de todo seu coração em seu sonho, independente das circunstâncias e das críticas alheias!

Venho de uma família muito humilde e simples, meu pai nunca foi à escola, é pedreiro; minha mãe cursou até a 5ª série, e veio da roça (falo isso com carinho e orgulho). Eles nunca tiveram recursos financeiros adequados para investir em mim, mas fizeram muito melhor que isso, me ensinaram desde cedo a não aceitar o que a vida me impôs, a acreditar nos meus sonhos e a lutar por eles. Bem material algum me proporcionaria o que eles conseguiram me proporcionar: fé. Quando eu sonhava e riam de mim, eles me falavam “você vai conseguir filha”. Não só me faziam acreditar nos meus sonhos, mas alimentavam-os constantemente. Aqui eu aprendi a ignorar tudo e todos que me afastavam do meu sonho, e a me concentrar somente naquilo e naqueles que realmente sonhavam o meu sonho junto comigo.

#3 – Não deixe a oportunidade passar, agarre-a!

A primeira oportunidade que tive de fazer algo diferente na minha vida foi aos 13 anos, um grupo entrou na minha sala de aula divulgando um curso de técnico em secretariado, contabilidade e administração. Eu levei aquele folheto para casa, fiz um cálculo maluco e mostrei para meus pais que o curso não custava por exemplo R$ 40,00 por mês, mas que custava R$ 1,30 por dia e que não era o que eu queria ser, mas que seria um degrau para alcançar algo ainda maior. Eu “vendi” a ideia para meus pais, eles acreditaram e com muito sacrifício conseguiram investir em mim. Era a conta, o valor do curso e da passagem. Foi minha primeira oportunidade aproveitada.

#4 – Não foque em problemas, mas em soluções!

#5 – Cresça aos poucos, mas não deixe de crescer!

#6 – Enxergue em dificuldades uma oportunidade de ser mais forte!

O que eu não sabia que Informática era pré-requisito, e eu nunca tinha ligado um computador na vida! Logo, tive que fazer primeiro o curso de Informática, para depois o Técnico em Secretariado, Administração e Contabilidade. Fiquei 1 ano fazendo toda grade de Informática, agora tinha 14 anos, e estavam com uma vaga aberta para “Monitoria em Informática”, eu me inscrevi. Mas eu tinha um problema: não tinha computador em casa para treinar para as provas de seleção. Porém, foquei na solução: sexta-feira era dia de treinamento livre, passa o dia lá treinando, anotava e desenhava tudo para estudar em casa. As provas vieram e eu fui a 1ª colocada. Estava muito feliz, era meu primeiro “emprego”, eu auxiliava os professores em aula e dava reforço aos alunos em horários agendados, amava fazer isso e ainda recebia R$ 2,50 a hora!

#7 – Não se preocupe com o tempo que você vai levar para vencer, preocupe-se em vencer independente do tempo que te custe!

Essa dica traduz bem o que eu aprendi ao longo de minha trajetória de luta e superação. Eu sabia que eu precisava “vencer” na vida, que queria “ser alguém”, e vi que precisava cumprir etapas na minha vida. Que talvez eu não conseguisse isso em curto espaço de tempo, mas com força de vontade, fé, determinação, paciência, perseverança e tempo eu conseguiria. Passei enxergar cada dificuldade como etapas para algo maior.  Eu sabia que eu iria “demorar” mais que alguém que já tinha nascido “favorito” a vencer, mas eu tinha uma escolha a fazer: demorar e vencer ou nunca vencer? Demorar e realizar ou viver uma vida inteira de frustração? Eu aprendi que vencer é tão marcante que pouco importa o tempo que se demorou, quem venceu, venceu e ponto final. É como um marco na sua história, não importando o tempo para trás e sim somente para frente.

#8 – Vença a si mesmo dia após dia e assim você vencerá a vida!

Mas se estamos falando sobre vencer, eu te pergunto: o que é vencer? Ou melhor, dentro desse contexto de concurso público, o que é vencer?

Certamente não é passar para Auditor, Juiz ou para Polícia Federal. Mas é superar os seus limites a cada dia chegando em um nível no qual a vida naturalmente não reservou para você!

Certa vez um grande amigo me contou a história de sua mãe que mal sabia ler, mas que o sonho dela era ser professora, com muita garra e depois de adulta dedicou-se aos estudos e conseguiu fazer sua faculdade de Letras. Eu te afirmo, esta mulher venceu na vida! Pois ela superou todos os limites que a vida lhe impôs.

Sinto muito se você não vai gostar do que vou falar agora, mas vencer não é ter 22 anos de idade, ser filho de pais ricos que bancaram toda uma vida de estudos e estrutura e agora você passou para Juiz Federal. Parabéns pela conquista, mas você não saiu da zona de conforto, você não superou os seus limites, tão pouco mudou sua realidade ou classe social. Vencer na vida é ser pai ou mãe, sustentar uma casa, acordar às 4 da manhã, estudar 1 hora, se arrumar, pegar trânsito, muitas vezes em pé, enfrentar um dia cansativo de trabalho, chegar em casa, abrir mão dos seus filhos e do seu descanso e estudar mais, fazer isso por meses até ser aprovado em qualquer concurso! É ser mãe ou pai, cuidar dos filhos, da casa e estudar entre uma atividade e outra, e estudar entre uma “dormida” de um filho e outro, e de madrugada, estudar mais ainda, e depois ser aprovada em qualquer concurso! É ser jovem, abrir mão de qualquer tipo de “curtir a vida”, ter coragem de abrir mão de qualquer emprego que melhore razoavelmente a condição de vida das pessoas que mais ama para sentar e estudar o dia todo, e quando cansar, estudar ainda mais, e depois de um tempo ser aprovado em qualquer concurso! Vencer na vida é se superar, é lutar contra si próprio, sua natureza e suas condições. Vencer na vida é alcançar algo que sem esforço, dedicação e luta você não alcançaria, porque você não foi o “favorito” a vencer. Vencer na vida é não desistir diante das maiores dificuldades, das piores críticas. É sonhar, acreditar, trabalhar duro e realizar. É ser o herói da sua própria história.

#9 – Planeje-se com pequenas metas! É melhor cumprir pequenas metas do que nada fazer.

Sei que o post ficou um pouco longo, se você chegou até aqui, acredito que de alguma forma isso tudo esteja fazendo sentido para você. Quero concluir dizendo que não adianta nada sonhar e batalhar se você não planejar. Pense em tudo isso que conversamos aqui hoje, sente, relaxe, e com calma faça planos, mas coloque no papel. Planeje a curto, médio e longo prazo. Defina metas e ações que corroborem para realização dessas metas. Um grande objetivo é conquistado meta após meta, por menor que seja. Leve isso a sério. Todo maratonista campeão corre 1 km por vez, lembre-se disso.

#10 – Nunca perca a fé, tão pouco perca a  visão & foco!

E por último, uma das dicas que mais gosto. Serve para quando se tornar insustentável, insuportável. Serve para seus piores dias de luta (eles virão!). Quando eles vierem, eu quero que você feche os olhos, respire lentamente sentindo seu diafragma e fale para si mesmo várias vezes: “Deus não me permitira sonhar algo que eu não teria capacidade para realizar! Eu sou capaz, eu posso, eu consigo. Só preciso nesse momento suportar”.

Aquele que tem uma visão apurada do que pretende e se mantém focado em seu objetivo transmite essa certeza para os que o estão observando. Consegue-se identificar um campeão ou um derrotado pelo olhar, pela forma como ele enxerga a situação. O campeão, já na largada, dá tudo de si, concentra-se no que está fazendo, enquanto o derrotado deixa transparecer a própria insegurança.” (Rubens Teixeira)

Se gostou do post, deixe seu comentário abaixo. Obrigada por ter ficado até o final. Gostei muito de dividir tudo isso com você, espero ter contribuído de alguma forma em sua caminhada. Um forte abraço!

#VamosVencerJuntos

13 respostas

  1. Nossa Gabi, super me identifiquei com o texto. É bem assim! 2014 e 2015 não foram fáceis pra mim, e confesso que fraquejei diversas vezes, até o dia que decidi fazer das dificuldades o alicerce da minha vitória. E assim tô fazendo. Voltei a estudar com força total. Todo tempo livre é pra estudar. Deus tem sido tão bom que até Livia tem “colaborado”. Reservo o final do dia pra ficar com ela até a hora de dormir e no máximo 8 da noite ela já tá dormindo e aproveito pra estudar. Como vc disse, tenho traçado metas a curto, médio e longo prazo. O melhor tá sendo ver que o que estudei não ficou perdido e tenho fé que em breve meu nome estará no DOU. Bjos.

  2. eu amei, tudo . Tão lindo, tão profundo…

    “…vencer é tão marcante que pouco importa o tempo que se demorou, quem venceu, venceu e ponto final. É como um marco na sua história, não importando o tempo para trás e sim somente para frente.”

    Perfeito. Obrigada!

  3. “Vencer na vida é não desistir diante das maiores dificuldades”. Falou tudo! Hoje, eu venci mais uma batalha,consegui atualizar o meu laudo médico, depois de muito tempo para conseguir uma consulta, horas de espera pra ser atendida e 40 minutos tentando explicar o edital e convencer o ortopedista que se mostrava irredutível e dizia que as organizadoras de concursos públicos estavam erradas e que as leis só faziam complicar o trabalho dos médicos que tinham que ficar emitindo laudo para os pacientes fazerem concursos,enfim, consegui vencer mais um obstáculo rumo ao meu objetivo.Um Obrigada especial a minha amiga Adma Vanessa!

  4. Eu posso dizer que a sensação de vencer, de conquista, de felicidade, é única! Maravilhosa! Lindas palavras Gaby!!! Foco é tudo! ;-*

  5. agora sim, vou me policiar e estudar, me identifiquei muito com a sua historia, e também vou batalhar para chegar ao meu objetivo, e muito obrigado pelas palavras !!!

  6. Maravilhoso o seu post… Obrigada pelas suas colocações… Vou reportar a você quando consegui vencer todos esses obstáculos…

  7. QUE POST! Lendo em 2019, me identificando muito. Procurei pessoas que pudesse me dizer estas palavras e aqui as encontrei. Parabéns por motivar-nos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *